maio 14

[Grécia] Imigrante bengalês é esfaqueado até a morte em Atenas; Manifestação contra a repressão e violência policial reúne milhares de pessoas

Desconhecidos (provavelmente nazis) assassinaram a facadas um imigrante bengalês de 21 anos na madrugada de quarta para quinta-feira (12 de maio), no bairro Patissia, em Atenas.
De acordo com informações disponíveis até o momento, dois homens em uma motocicleta perseguiram a vítima e, quando chegaram a ele o apunhalaram com facas e fugiram.

A vítima foi levada às pressas para o hospital, mas não resistiu aos ferimentos.

Embora os motivos do assassinato ainda não sejam conhecidos, a possibilidade de um ataque racista é grande, uma vez que, segundo alguns depoimentos de testemunhas os criminosos estavam falando grego.

Acredita-se que o assassinato se trata de uma represália contra o homicídio há dois dias de um cidadão grego de 44 anos que foi apunhalado por dois desconhecidos que queriam roubar sua câmera de vídeo, quando este se dirigia ao hospital com sua esposa que estava em trabalho de parto. Os imigrantes foram acusados da morte.

Os nazis aproveitaram os rumores para empreender uma série de ataques contra os imigrantes, incluído agressões com armas brancas (paus, navalhas), deixando dezenas de feridos. Eles também atacaram estabelecimentos gerenciados por imigrantes.

Manifestação contra a repressão e violência policial reúne milhares de pessoas

Milhares de pessoas saíram novamente às ruas de Atenas hoje (12 de maio) em protesto contra a repressão e violência policial exercida ontem (11 de maio) em uma manifestação que feriu seriamente um ativista de 31 anos e que  se encontra hospitalizado em estado de coma.

Durante o protesto desta quinta-feira, outra vez, os agentes antidistúrbios atacaram os manifestantes com gás lacrimogêneo e bombas de barulho. Os protestantes responderam com pedras e outros objetos. Várias batalhas campais tomaram conta das ruas do centro de Atenas.

O clima na capital grega é tenso após os distúrbios das últimas 48 horas enquanto a crise econômica da Grécia completa um ano e o aumentou da violência nazi e os surtos de racismo e xenofobia nos últimos tempos contra imigrantes.

Pelo menos outras 15 cidades gregas realizaram manifestações contra a brutal repressão policial durante a greve geral desta quarta-feira.

Fotos da manifestação em Atenas:

Vídeo de um grupo de nazis, com proteção policial, perseguindo e agredindo imigrantes em Atenas:

agência de notícias anarquistas-ana
É quase noite –
As cigarras cantam
Nas folhas escuras.
Paulo Franchetti